39anos.png
Paula.png
OPINIÃO

Algumas pessoas não mudam, elas se revelam pelos detalhes

''Ficamos mais fortes após as perdas e os ganhos...''

Por Ana Paula Della Giustina


(Foto: Divulgação) /

"O tempo mostra quem é raso e quem é profundo. Quem é de verdade e quem é de mentira. O tempo é verdadeiro. O tempo é infalível. Não tenha pressa, só observe."

Há muito tempo atrás ouvi a frase "as pessoas não mudam, revelam-se". O fato de uma pessoa mudar ou não, seja o seu comportamento, atitudes, forma de lidar com os outros, sempre despertou a atenção por parte do ser humano. Quando as pessoas têm tendência para nos magoar, elas revelam-se e, aparentemente, revelam o seu pior. 

Passamos a vida inteira achando que conhecemos as pessoas com quem nos relacionamos. Aprendemos a confiar nelas desde criança, quando dependemos dos adultos para tudo, de andar a comer.

O tempo passa, as coisas mudam, as pessoas mudam. É inevitável aprendermos com as experiências e aprimorarmos nossas atitudes e comportamentos, de modo a não repetir os mesmos erros. Ficamos mais fortes após as perdas e os ganhos, mudamos também, mas mantemos a essência e os valores; do contrário, não é mudança, mas máscara que cai.

Me pergunto, por que o ser humano é tão complicado? Muitas vezes tiro uma parcela do meu tempo me fazendo essa pergunta e confesso que não chego a uma resposta. Ainda vou encontrar um cientista, um pesquisador ou até trocar uma ideia com Deus pra ver se Ele me esclarece a respeito da personalidade humana porque, juro, não consigo entender!

Frequentemente, convivemos com pessoas, nos diversos setores de nossas vidas, que acabam nos surpreendendo de forma negativa, com a passagem do tempo. É o caso do chefe que se torna autoritário, do colega que se distancia de uma hora para outra, do parceiro que se torna mais agressivo, enfim, de pessoas que mudam de comportamento, mostrando um lado que parecia adormecido até então.

A máscara cai ou a nossa venda cai? Ah, porque nós também temos culpa nisso, sabia? Vivemos nos iludindo, criando expectativas, vendo as pessoas através de nossos próprios olhos e nunca através delas e do que realmente são! Dessa forma, é fácil nos enganarmos. Afinal, estávamos cegos!

Então pensamos: por que essa pessoa mudou tanto de uma hora pra outra? Na verdade, as pessoas não mudam, elas se revelam. Ninguém consegue manter as aparências por muito tempo, visto que não se foge ao que se é, por mais que se tente. 

O que temos de características e que é tão nosso não cede ao poder, ao dinheiro, à fama, ou a qualquer tentação lá de fora. As pessoas sempre mostram quem são, somos nós quem não captamos os sinais. De maneira geral, não somos muito bons em lidar com decepções. Temos uma grande dificuldade em acreditar que as pessoas que estão ao nosso redor são capazes de nos magoar, de querer o nosso mal ou de tornar nossas vidas mais complicadas. Queremos sempre acreditar no bem, e é por isso que muitas vezes acabamos sofrendo tantos reveses da vida, especialmente das pessoas que consideramos especiais para nós.

Algumas pessoas, como se vê, não mudam, apenas deixam de interpretar papéis que não condizem com seus vícios e princípios de vida. Cada um acaba dando o que tem, seja amor ou ódio. Sejamos então nós o amor, pois assim jamais sairemos perdendo.

Mas é isso aí, o jeito é irmos levando, criando menos expectativas sobre as pessoas, não se achar vítima de uma situação já que também somos culpados por ver o que queremos, da forma que queremos.

"O problema das pessoas sinceras é que elas pensam que os outros também o são. Por isso é tão difícil ver o que os outros escondem sob a suas máscaras."


Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711