ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

Funcionário ou colaborador?


(magem: Divulgação) /

Sabe, leitor, tenho pensado em trabalho ultimamente, e nas relações que temos com o trabalho, por consequência...

Tenho refletido, já faz um tempo, sobre a palavra colaborador...

Quando alguém estabelece uma relação empregatícia com outrem é chamado de empregado, não é mesmo?

 Mas, hoje, tem-se que cada um dos funcionários, empregados, servos, serviçais são colaboradores...

As relações de e no trabalho mostram muito do que somos como sociedade e como seres humanos.

Explico melhor:

Quando nos apresentamos a alguém a pergunta sobre o que fazemos é natural. Como também o é dizermos onde trabalhamos, o que fazemos para sobreviver.

O trabalho não foi sempre um denominador de nossas características pessoais. É só lembrar dos filmes a que assistimos nos quais as personagens precisavam de ajuda para se banhar e para se vestir. Trabalho não era nobre... Era sobrevivência...

A sociedade industrial nos fez encarar o trabalho como progresso e, atualmente, vemos o trabalho como marca pessoal.

Talvez por isso não somos mais chamados de servos, serviçais, termo comum na idade média, assim como das lutas da sociedade industrial o termo usado era operário. Também os vocábulos "empregado e funcionário" parecem em desuso, somos agora "colaboradores".

O termos colaborador supõe ajudar, envolver-se, associar-se... Termo útil para as relações de trabalho atuais em que empresa e funcionários precisam trabalhar para continuar trabalhando... Isto é: sobreviver.

Suavizamos o termo, mas continuamos sendo o que somos: trabalhadores, operários, funcionários, empregados...

Na língua e na vida as armadilhas são muitas... E no trabalho? Alguém aí para me dizer?


Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711