37 anos.png
37 anos.png
  
Murilo.png
OPINIÃO

O direito de gemer

Tribute-se o lucro

Por Murilo Machado


(Imagem: divulgação)/

É que, nestes tempos quase surreais, lancemos vista d'olhos sobre o que se passa, e nos preocupa. Por absurda e absoluta teimosia, insiste o governo em ressuscitar a famigerada CPMF, com título novo é claro, mas com o mesmo e safado objetivo, de tungar os nossos já combalidos bolsos. Um assalto com todas as letras. Verdade que Jesus Cristo viu justiça na vontade tributadora do Estado e mandou dar a Cesar o que é de Cesar.

Todavia, a meu tacanho juízo, faço certeza de que se o divino Rabi da Galileia conhecesse um presidente brasileiro, se veria na obrigação de rever seus conceitos a respeito de tributos. Ah, pois, a tal reforma tributária, manejada em doses homeopáticas e a conta gotas, é assim feita exatamente como o meio safado de ir empurrando goela a baixo. No caso da CPMF, ainda queima a esperança no Congresso Nacional, pois nas duas casas se vê as mais explícitas resistências e manifestações de repúdio, pois os senhores parlamentares, nada bobos, mantêm um olho no padre outro na missa, ou seja um olho no famigerado projeto e outro no eleitor que, ainda que se tenha memória curta, sempre poderá lembrar do deputado ou senador e sua atuação diante da matéria quando estiver em frente à urna.

Repito até o fim dos séculos e da Covid, de todos os impostos infames a CPMF é o mais e maior, pois tributa indistintamente. Já não nos basta o tal Imposto de Renda, pessoa física, cuja tabela não vê reajustes há anos. De cara, sem ser douto, tributarista ou o diabo que o valha, sempre combati a tributação sobre os salários. De acordo com os juristas e mesmo a sentença das cortes, o salário, a remuneração do trabalho, seja qual o valor em espécie, tem natureza e finalidade alimentícia, por tanto sagrado e, como tal deveria ser visto.

Tribute-se o lucro, especialmente dos bancos, tire o governo um bom naco sobre os ganhos de capital, nada nos opomos a boa garfada nos lucros da tal Bolsa de Valores, especialmente sobre os estrangeiros que apostam no nosso "cassino", porém nada de invenções torpes para massacrar e assaltar os seres comuns. 

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711