ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
CarlosHomem.jpg

Sonhos


(Imagem: Divulgação) /

Tenho uma quantidade enorme de desejos represados. Vivo sonhando com os olhos abertos, imaginando como seria gostoso se pudesse realizar tais desejos. O problema é que para materializar minhas fantasias é preciso dinheiro. Sempre o dinheiro! Esbarra tudo no vil metal! Preciso, então, ganhar uns dez milhões na mega-sena. Com esta grana vou dinamitar as represas que bloqueiam meus planos.

Primeiro que tudo compro um apartamento classe "A" na praia de Guarujá ou em Búzios. Camboriú é coisa de pobre! Compro também um avião bimotor, que seja veloz, para ir curtir minha praia nos finais de semana. Ihhh! Acho que só com dez milhões não vou conseguir essas coisas básicas. Mesmo porque, com uma parte do dinheiro vou ter que dar um `cala a boca´ nos parentes mais próximos.

Bem, então quero ganhar cinqüenta milhões. Agora sim! Compro dois apartamentos, um em cada uma daquelas praias, um carrão esportivo tipo Lamborghini, um avião maior para dar carona aos amigos e familiares. Também me tornarei proprietário de uma fazendola no Mato Grosso, com pista de pouso e de preferência que seja cortada por um rio piscoso. Uhmmm! Já começo a desconfiar que só com cinquentinha meus projetos vão perecer. Quer saber de uma coisa? Vou ganhar sozinho a mega-sena acumulada de fim de ano! Acabou a conversa! A ambição não tem fronteiras.

Compro então um apartamento duplex e um iate luxuoso em Mônaco. Um jatinho que é mais rápido para minhas viagens freqüentes. Não quero ir embora de Curitibanos. Vou passar o saldo da minha vida só viajando. Uma fazenda enorme, com uma mansão que construirei nela, mais pista para jatinho, faz parte dos meus modestos planos. Vou dar festas nababescas para os amigos, que serão muitos com certeza, quase toda semana.

Vão ficar mais contentes do que herdeiros em velório de pessoa rica. Tenho, no entanto, algumas dúvidas e muitas indagações: Será que não serei o objeto de muita inveja? Van Gogh costumava dizer que somos todos meio neuróticos. Será que isso tudo não é uma neurose minha? Saberei viver uma vida para a qual não estou preparado? Meus cozinheiros saberão que ovo frito com pão, café com leite bem doce, é minha refeição favorita? Caminhar na rua sem medo, dar e receber bom dia das pessoas vai ser possível? Não serei prisioneiro de mim mesmo? Quer saber de uma coisa? Deixem quieto! Que meus sonhos e desejos permaneçam represados. Essa dinheirama fácil vai me lambuzar!    

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711