37 anos.png
37 anos.png
  
CarlosHomem.jpg
OPINIÃO

Os traíras

' 'Uma vergonha esse impeachment...'

Por Carlos Homem


(Foto: Divulgação) /

Na política o traíra é uma espécie abundante. Ao longo da história os traidores jamais se deram bem. No Brasil das capitanias Domingos Calabar passou para o lado dos holandeses vendendo-nos. No período da inconfidência Silvério dos Reis mandou Tiradentes para a forca. Na máfia italiana Tomaso Buscetta mudou de lado e veio traficar aqui. A história do cristianismo registra atos de traição como os de Judas, Pilatos e Caifás. Na antiga Roma existiram os senadores Brutus e Caio Cassius que esfaquearam o Imperador Júlio Cesar. Todos se ferraram na continuação. Aqui, nos dias atuais os traidores de Bolsonaro como os deputados Alexandre Frota, Joice Hasselmann, e governadores como João Doria e Wilson Witzel, estão no limbo. Nosso governador, depois de pegar uma lotérica carona com Bolsonaro, logo após tomar posse, envaidecido, "feriu o ventre". Suicidou-se politicamente no mesmo momento em que sendo criatura, renegou o criador. Agora está sendo devorado por trinta e três traíras legislativas. Alguns, inclusive, "amigos" do Moisés. Bebe ele do próprio veneno. Uma vergonha esse "impeachment"! Ouvi, com o estômago regurgitando, alguns discursos de deputados na sessão que acolheu a denúncia contra o Gov. Carlos Moisés e sua Vice Daniela Reinehr. Falaram sobre quase tudo e choraram como carpideiras. Lamúrias, queixumes, mágoas pessoais de toda espécie e qualidade. Sobre o real motivo do "impeachment" praticamente nada lembraram. Aliás, o ato governamental que concedeu equiparação salarial aos Srs. Procuradores poderia e pode ser anulado, e o Governador punido. Mas "impeachment"? Isso é chamar a sociedade catarinense de besta! De ignorante! Lorpas é o que somos. E a figura da(o) vice não é para substituir o titular nos impedimentos? Saliente-se que ela não teve culpa de nada. Ahhh... Mas daí não fica vago o cargo e as hienas não terão carniça pra se fartarem. Então cassem os dois! Agora tem um "Tribunal Especial" composto por dez notáveis que vai decidir o destino do governador e sua vice. Alguém tem alguma dúvida sobre o resultado? Ninguém se iluda. O Estado já está mapeado com cargos, funções e ocupantes pré-escolhidos. Vai voltar com hinos e glórias a velha política do toma-lá-dá-cá! O Governador e sua Vice deviam dar o troco aos chacais da politica e renunciarem. Uma nova eleição deixaria os infiéis sem rumo, como a serpente que enraivada morde cauda e morde o dorso. Mas é fatal, na história e na politica, o traidor sempre é castigado pelo povo!



Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711