ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

Sopros

25 Abril 2019 14:54:00


Em meio a tantas preparações para um feriadão, viagens, mercados lotados, chocolates, às vezes, esquecemos que a pausa que fazemos nesta semana em nossa rotina é para relembrar a morte. Estamos vivendo mais uma data que se tornou um grande motivo comercial, mas, na verdade, marca uma passagem. 

Tentando relembrar o verdadeiro espírito da Páscoa, me peguei pensando sobre a morte. Sim, é clichê, mas também é bem verdade: a morte é única certeza que temos em nossas vidas. E mesmo sendo tão certeiro que um dia teremos que conviver com ela ao nosso lado ou que um dia nós teremos que vivê-la, ninguém se prepara para essa parte do ciclo. 

Vivemos de sopros... Sem perceber, vemos morrer momentos, histórias, fases e costumes todos os dias, mas isso não é palpável.  

(Foto: Divulgação) /

Penso que até estamos preparados para perder aquilo que sentimo,s mas não nos acostumamos com a ideia de se despedir daqueles que tocamos. É um pouco egoísmo nosso, sabemos que cada um tem sua hora. Mas sempre dói. A dor deve fazer parte do mistério: o que vem depois? Há um depois?! Pois, no fundo, sabemos que a pessoa que partiu já deixou o seu melhor conosco. Nos ensinou e tocou nossos corações. 

Se você morresse agora, se orgulharia da sua última palavra dita? Se orgulharia da sua última atitude tomada? Nosso fim é a única certeza que temos, uma hora um sopro nos leva, eo que foi deixado aqui? O momento é de reflexão.

Dá para continuar semeando, mas também há tempo para mudar o grão. A gente escolhe o que floresce no coração que vive ao nosso lado e de cada um colhemos exatamente aquilo que cultivamos. A Páscoa chegou. Dá para sentar no sofá, saborear um chocolate e refletir. 


Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711