ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

A dona Marlene

07 Maio 2019 17:21:00


(Foto: Arquivo Pessoal) /

Está se aproximando o Dia das Mães e eu não poderia escrever  sobre outro assunto, para tentar agradecer, pelo menos um pouco, por tudo que a Dona Marlene, minha mãe, representa. Às vezes, me pego pensando de onde surge a força das mães para encarar as dificuldades e resolver os problemas de toda a família?

Eu não fui planejada, nasci 13 anos depois do meu único irmão e, na época, as dificuldades financeiras da família eram gritantes. Meus pais foram me criando do jeito que dava e minha mãe amanhecia fazendo bordados para completar a renda. Seis anos depois do meu nascimento, um acidente automobilístico tirou a vida do meu pai, aos 44 anos, deixando minha mãe sozinha para me criar, cuidar da casa, do meu irmão e de todo o resto que a vida adulta exige.

Mesmo com tudo indo contra, ela nunca deixou nos faltar absolutamente nada. Sempre tivemos roupas quentes, alimentação, remédios, casa, cama e cobertores confortáveis, além de diálogo e muito amor, mesmo que tenhamos, até hoje, certa dificuldade em expressar. Acredito que todas as mães são legais, mas a minha é a melhor, porque ela não é perfeita. 

Nossa convivência nem sempre é um mar de rosas. Somos pessoas quase que completamente diferentes. Já brigamos muito, já ficamos sem nos falar, mudamos de cidade, não concordamos com relacionamentos, vencemos preconceitos uma com a outra e nossa história nem sempre é baseada na calmaria, mas o tempo nos ensinou que podemos errar, às vezes. Querer o melhor para outra pessoa, nem sempre significa fazer o melhor para ela e se tem algo que aprendi com a Dona Marlene, foi a me tornar melhor a cada tombo e escolha errada que fiz. 

Minha mãe é tudo de mais valioso que tenho, mas até eu descobrir isso foi um longo caminho. Ela me fez uma pessoa de bem, me ensinou que sempre devemos ajudar, que tirar um tempo para si é importante e que não devemos ser sozinhos. Hoje, com mais de 30 anos, percebo e admito que sou uma mini Marlene e, o melhor, tenho o maior orgulho disso! Feliz Dia das Mães, mãe e a todas as outras, também.

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711