ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
SALA DE VISITAS

Dedicação total ao ser humano

Cristina acredita que somente a educação pode transformar as pessoas

Kalyane Alves


Cristina Maria Agostini Moraes Ehrhardt  (Foto: Kalyane Alves) /

Entregar-se totalmente em tudo que faz e manter a esperança sempre à frente são características marcantes da curitibanense Cristina Maria Agostini Moraes Ehrhardt, 53 anos. Mestre em Educação, ela fez Magistério, Pedagogia e três pós-graduações em Alfabetização, Gestão Educacional e Educação de Campo e Desenvolvimento Territorial.

Apaixonada e orgulhosa pela família que tem, é filha de Lauro Moraes e Maria Magdalena Agostini Moraes e irmã de Daniel. Cristina é casada com Paulo Henrique Ehrhardt, com quem gerou os filhos Natalia e Matheus. Com disposição para enfrentar todos os desafios da vida, ela mostra-se muito feliz com o fechamento de alguns ciclos e início de outros, como o novo título que ganhou: avó.

"A Semana" - Quem é a Cris?

Cristina Maria Agostini Moraes Ehrhardt - Sou um pouco de todas as pessoas que passaram na minha vida. Mas descrevendo algumas características: sou criativa, alegre, extrovertida, esperançosa e estudiosa. Penso que tudo é uma oportunidade para conhecer algo.

AS - De onde surge sua esperança?

CMAME - Sempre fui uma pessoa muito esperançosa. Eu acredito. Acredito no ser humano, no mundo, nas pessoas que transformam a sociedade e que as coisas têm jeito. Tudo é possível, desde que seja valorizado o ser humano, pois é nele que reside toda possibilidade de mudança e transformação. Por isso, me dediquei, na minha profissão e fora dela, às pessoas. Independentemente da idade.

Confira a entrevista completa na edição 1861 do "A Semana". Seja nosso assinante

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711