ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

O perigo na zona de conforto


Letícia S. A. Spricigo - Psicóloga CRP 12/17806

Todos nós possuímos uma zona de conforto, um espaço/situação em que nos sentimos mais seguros, tranquilos e confortáveis, da qual, às vezes, pensamos em sair, mas, diante do medo do novo, do desconhecido, do incerto, acabamos ficando e ficando? 

Até planejamos sair depois de determinado acontecimento. Sair daquele trabalho desgastante apenas depois de ter conseguido guardar certa quantidade de dinheiro, ou após ter feito determinada mudança ou compra, ou depois que os filhos estiverem independentes, etc. Ficamos naquela relação tóxica esperando que o outro mude, esperando adquirir independência financeira, ou que os filhos cresçam, ou que a situação torne-se insustentável.

"Passamos a fingir estar tudo bem"

Vamos levando as situações desgastantes por anos e anos, postergando a felicidade e realização pessoal, até um dia desistir, esquecer dos sonhos e objetivos e ficar à mercê do que vier. Passamos a fingir estar tudo bem e acreditar que fizemos tudo que podíamos ter feito por nós mesmos.

Diante de tudo isso, não nos damos conta do quanto a zona de conforto é perigosa! Vamos nos habituando a viver desta forma e não vemos as possibilidades da vida. Nisso, esquecemos que o tempo passa e que essa vida que temos é única, não poderemos vivê-la novamente. Essa é a nossa chance de viver da melhor forma possível e de fazer nosso melhor!

Podemos, sim, acreditar em vida após a morte, todavia, quanto a que vivemos agora, esta é a hora de ser vivida, este é o momento, esta é a oportunidade. Então, devemos nos questionar o que estamos fazendo com nossa vida, para onde nossas escolhas estão nos levando! Será que nossas escolhas estão nos propiciando a capacidade de usar todo nosso potencial e ser nossa melhor versão? Ou será que nossas escolhas estão limitando nossa potencialidade e criatividade? Este é o momento para refletirmos sobre isso.

Não é apenas após passar por um acidente ou doença que poderia ter nos roubado a vida. Não é somente em um leito de hospital, ou apenas na velhice. Não, a oportunidade que temos é agora! Cada dia é um convite à mudança e à evolução, por isso, o hoje chama-se "presente". Portanto, devemos desfrutá-lo e usá-lo para fugir da mesmice, para escapar dos perigos da zona de conforto e sermos tudo aquilo que um dia sonhamos ser!


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711