15202912083430.png
PANDEMIA

Prefeitura proíbe crianças e idosos de participarem de cultos presenciais, em Porto Belo

O Governo do Município de Porto Belo determinou a partir desta segunda-feira (06) novas medidas de combate ao coronavírus. O Decreto 2467/2020 apresenta regras para mercados, supermercados e igrejas, buscando diminuir o contágio e assim, o número de casos ativos na cidade, que tem aumentado nas últimas semanas.

De acordo com o novo decreto, fica determinado que os mercados, supermercados e estabelecimentos similares deverão controlar o acesso, permitindo a entrada de apenas uma pessoa da família, de preferência fora do grupo de risco. Está proibida a entrada de pessoas acompanhadas, independentemente de laços familiares e também está proibida a entrada de crianças menores de dez anos. Os mercados e supermercados também deverão criar um horário específico para atendimento exclusivo de clientes do grupo de risco da pandemia, incluindo as mães acompanhadas de crianças, que porventura não tem onde deixar seus filhos para fazer as compras.

Em relação às igrejas, fica proibida a participação de criança menores de dez anos e pessoas com mais de 60 anos em cerimônias, celebrações, missas e cultos presenciais.

Os colaboradores dos mercados, supermercados e estabelecimentos similares ficarão responsáveis por fazer valer o novo Decreto, bem como os membros responsáveis pelas igrejas e templos. O decreto permanece válido por tempo indeterminado.

AVISO: Espaço livre! Para comentários realizados através de terceiros, o jornal se baseia na Lei 2.126/2011 (Marco Civíl da Internet) e dá garantia a liberdade de expressão, comunicação e manifestação de pensamento, nos termos da Constituição. O jornal não se responsabiliza por comentários de terceiros

Continue lendo




ULTIMAS NOTÍCIAS

16121836959090.png
Capa
EDIÇÃO IMPRESSA
Ler agora!
jr.png

| | insta

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809


EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 01 de setembro

Capa