15202912083430.png
POLÍTICA

Royalties da Petrobras devem ser usados para suavizar flutuações de preços, defende Mourão

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Em mais um capítulo dos debates governamentais sobre como lidar com os constantes aumentos no preço dos combustíveis, o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) defendeu que os royalties que a Petrobras paga ao governo sejam usados em um fundo para ajudar a suavizar as flutuações sem abrir mão da paridade com os preços internacionais.

"Esses royalties deveriam ser concentrados desde já em um fundo e esse fundo seria o equalizador para os momentos de grande flutuação no preço do petróleo", defendeu Mourão, em discurso de abertura do 18º Congresso Catarinense de Rádio e TV, na noite deste domingo (22/5).

"Nós não temos capacidade de refino", disse Mourão, lembrando que o Brasil exporta petróleo bruto e importa cerca de um quarto do diesel e da gasolina que consome. "Consequentemente, há essa necessidade de praticarmos essa paridade com os preços internacionais", disse o vice-presidente, que é pré-candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul nas próximas eleições.

O fundo sugerido por Mourão é uma das alternativas estudadas pelo governo federal para lidar com os incômodos reajustes no preço dos combustíveis em um ano eleitoral, mas o martelo não foi batido até agora por divergências entre integrantes da equipe econômica e da ala política.

Preço nas alturas

O preço do diesel nos postos de combustíveis do Brasil subiu pela quinta semana consecutiva e estava cotado, na última quinta-feira (19/5), a R$ 6,943 o litro - novo recorde. De acordo com pesquisa realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), o valor registrou alta de 1,4% em relação à semana anterior, quando estava em R$ 6,847.

O custo encontrado esta semana é o maior desde que a ANP passou a realizar o levantamento semanal de preços, em 2004. Em 2022, o preço do diesel já acumula aumento na bomba de 29,84%.

A pesquisa revela que o custo da gasolina continua no patamar recorde. O valor médio do litro do combustível é de R$ 7,275. Na semana passada, o preço registrado foi de R$ 7,298.

O levantamento da ANP indica que o valor médio do diesel ultrapassa R$ 7 por litro em 13 estados brasileiros. Em três deles, o preço máximo é superior a R$ 8. No município de Cruzeiro do Sul, no Acre, o valor do combustível chegou a R$ 8,3 por litro, o maior da pesquisa semanal.

Fonte: Metrópoles

AVISO: Espaço livre! Para comentários realizados através de terceiros, o jornal se baseia na Lei 2.126/2011 (Marco Civíl da Internet) e dá garantia a liberdade de expressão, comunicação e manifestação de pensamento, nos termos da Constituição. O jornal não se responsabiliza por comentários de terceiros

Continue lendo




ULTIMAS NOTÍCIAS

16121836959090.png
Capa
EDIÇÃO IMPRESSA
Ler agora!
jr.png

| | insta

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809


EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 01 de setembro

Capa