nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 18 outubro

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


ESTÉTICA

Mitos e verdades sobre estrias, olheiras e cicatrizes

TRATAMENTO. A Dra. Milena Tomé explica o polêmico assunto

Até então, pessoas que tinham cicatrizes, estrias, olheiras só podiam contar com tratamentos que tornavam essas imperfeições menos aparentes, apenas suavizando-as. Agora em 2018, novos tratamentos e opções para aqueles que buscam melhorar a auto-estima já estão disponíveis. A Dra. Milena Tomé , médica especializada em medicina estética, respondeu às principais dúvidas sobre o assunto, e esclareceu mitos e verdades deste procedimentos, que prometem ajudar homens e mulheres a melhorar a auto-estima, escondendo tais imperfeições de forma eficaz.  

O procedimento, que requer cuidado redobrado dada a sensibilidade da área dos olhos, quando realizado fora do ambiente de uma clínica é feito por tatuadores. A Dra. Milena Tomé é a única médica que realiza a chamada técnica de "camuflagem" no Brasil e na Europa.  

OLHEIRAS 

Quando o assunto é se livrar das olheiras que tanto incomodam, muitos afirmam já terem tentado de tudo: bolsa e compressas de gelo, pepino, limão, e até editar suas fotografias usando o photoshop. Nada disso, no entanto, esconde de vez as olheiras ou resolve o problema. De acordo com a Dra. Milena, atualmente existem diversos tratamentos e também as camuflagens: "As camuflagens podem ser realizada por 2 métodos: micropigmentação ou tatuagem". 

Micropigmentação: realizada na epiderme , depósito de cor na região da epiderme. 

Duração: de 1 até 4 anos  

Tatuagem: depósito de cor similar à do paciente na derme , é realizada como uma tatuagem comum no local desejado , apenas com técnica diferente . 

Duração: definitiva. (Então cuidado. Procure profissionais sérios e habilitados). 

Resultados: visíveis após 30 dias . 

Retoque: caso seja necessário é realizado entre 30 à 60 dias dependendo da cicatrização de cada indivíduo . 

Antes de realizar qualquer procedimento no paciente, é feita uma avaliação individual.

"Em nossa clínica, para qualquer procedimento a ser realizado, é feita uma avaliação pessoalmente. No caso das olheiras, existem diversos tipos como vascular, pigmentar, estrutural e mistas . Logo, precisamos avaliar qual o melhor procedimento ou técnicas combinadas para cada uma", ressalta Dra. Milena.  

Dúvidas frequentes:  

1- Existem outros tratamentos para olheiras?  

R: Sim. Preenchedores, peelings, laser de luz pulsada ou associação destas as técnicas. 

2- As olheiras saem totalmente com os tratamentos citados acima?  

R: Não. Acontece uma melhora de 60 à 80%  

ESTRIAS E CICATRIZES 

A Dra. Milena conta que, de forma semelhante ao procedimento de tatuagem e micropigmentação feito com as olheiras, é possível também cobrir cicatrizes.

Dúvidas frequentes:

1- O procedimento pode ser realizado em cicatriz com queloide ?

R: Não. Pois nesse caso, o risco é maior que o benefício. É possível que o queloide piore.

2- Pode tomar sol depois da camuflagem?

R: Sim. O pigmento não é alterado na exposição solar . Após 40 dias é necessário exposição solar mínima para igualar o pigmento .

3- Minha pele vai mudar de textura ?

R: Não. O procedimento não muda a textura da pele, apenas o contraste.

4 - Dói?

R: Geralmente indolor, dependendo da sensibilidade de cada indivíduo. Para os procedimentos, é realizada aplicação de anestésico tópico antes.

5- Posso fazer preenchimento , botox e camuflagem juntos ?

R: Sim. Nenhum destes procedimentos altera ou interfere no outro, podendo ser combinados.

6 - Existem outros tratamento para estrias ?

R: Sim. Pode ser realizada a intradermoterapia, o peeling químico, NIME ou laser fracionado .

7 - Quais os riscos ?

R: Caso o profissional não domine bem a técnica, existe risco de manchas, esbranquiçamento total da área ou escurecimento, além infecção e acidente vascular . Não existe nenhum caso relatado de cegueira por complicações no procedimento ou depois dele.

8 - Existe risco de infecção?

R: Sim, como em qualquer outro procedimento deve ser realizado uma assepsia rigorosa.

9 - Existem contra-indicações?

R: Sim. Gestantes, lactantes, pacientes que no momento estão imunodeprimidas, ou que tenham histórico de cicatrização prévia com quelóide. Após o procedimento deve-se evitar alguns tipos de laser na região, assim como ressonância magnética por 6 meses. A exposição solar é liberada de 30-40 dias após.No casa das estrias e cicatriz , precisamos analisar tipo de pele e cicatrização .

10 - O paciente pode voltar à clinica, para consulta de retorno?

R: Deve , na nossa clínica todos os pacientes são acompanhados após o processo

Antes de tomar qualquer decisão sobre onde realizar os procedimentos e se eles são os ideias pra você, a Dra. Milena alerta: "a escolha do profissional deve ser levada em questão, pois é necessário conhecer bem a anatomia da região dos olhos, para evitar qualquer tipo de risco, ja que é uma região muito sensível. Procure sempre profissionais competentes e credenciados, pois com a saúde não se pode vacilar." Conclui.

Imagens




As mais lidas do dia

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.