38 anos.png
Zuquelo.png
OPINIÃO

Pandemia

' É para se pensar, além de se cuidar...'

Por Elton Zuquelo


(Foto: Divulgação)/

        O mundo vive dias de inquietação devido à pandemia do coronavírus, registrando-se nesta semana alto número de mortes no Brasil e no mundo.

  A vacinação no Brasil prossegue, afirmando a Organização Mundial da Saúde que a imunização está em atraso, propondo-se a auxiliar o governo brasileiro nesta questão. Em nossa região, o trabalho prossegue com regularidade, esperando todos o momento da imunização.

  Há uma expectativa animadora de que o Brasil, em breve, esteja fabricando a vacina, sem mais depender a importação de insumos, podendo suprir a necessidade e a população ser inteiramente imunizada.

  Enquanto isso não ocorre, é dever de todos a adoção de cuidados, preservando-se e preservando os demais.

  A economia, conquanto as dificuldades deste segundo ano já de pandemia, apresentou crescimento, com incremento da arrecadação pública, ao menos em Santa Catarina, e números positivos de emprego. Entretanto, a par dessa tranquilidade, os números da fome são preocupantes, havendo diversas famílias com dificuldade alimentar.

  Neste contexto, emocionante a fala do Prefeito de Aparecida/SP, noticiando que aquele município, cuja zona urbana vive do turismo em torno da Basílica de Aparecida, está em estado de calamidade, com significativo número de famílias desprovidas do mínimo necessário à subsistência, passando por dias angustiantes. Em nossa região a carência material tem igualmente se acentuado, verificando-se a vulnerabilidade alimentar de algumas pessoas.

  Essa situação dolorosa tem levado à depressão e ao suicídio, sendo a população mais uma vez conclamada à solidariedade material e espiritual, suprindo as necessidades de irmãos, do corpo e da alma.

  Nesta perspectiva, mostra-se positiva a liberação dos cultos religiosos, sabido que a fé é uma força poderosa que mantém o homem em equilíbrio na travessia das duras provações que a vida oferece.

  Os acontecimentos dos últimos tempos levam a pensar no seu significado e que deve haver algo transcendental nisso tudo, tendo em vista o flagelo da pandemia que assola o mundo todo e fez parar o planeta, coisa inimaginável até há pouco tempo.

  É para se pensar, além de se cuidar.

  Para os estudiosos das predições, são chegados os tempos anunciados ou o final dos tempos, de grandes transformações para a humanidade, vivendo-se presentemente a era apocalíptica. Faz sentido. Algo diferente parece efetivamente existir.

  Que tudo transcorra na conformidade com a ordem superior, havendo misericórdia para a humanidade sofrida, para que possa levantar-se renovada após todos os acontecimentos, serena e harmoniosa.

  Em qualquer circunstância de vida, é sempre recomendável ter-se bons sentimentos, fazer o bem, desejar o bem e receber, como retribuição da vida, também o bem.

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711