38 anos.png
VARIEDADES

Entretenimento infantil na quarentena

Professora Samantha produz vídeos para pais e crianças em seu canal no YouTube

Por Renata Westphal


(Foto: Reprodução/Divulgação) /

Adaptando sua profissão aos tempos de isolamento social, a professora e contadora de histórias Samantha Buchner encontrou nas redes sociais um meio de conectar crianças e famílias durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). 

A contadora, que não conhecia técnicas de filmagem e edição de vídeos, procurou dicas na Internet e passou a produzir conteúdo infantil, com foco em educação e saúde das crianças, compartilhando em seu canal no YouTube e Instagram. Samantha conta que a ideia surgiu com o pensamento de ajudar a acalmar crianças em meio a pandemia, somado ao seu amor pela literatura infantil. "A história tem função de acalantar o coração, além de resolver os conflitos interiores. Pensando nisso, resolvi gravar vídeos para postar no YouTube", explica. 

Os conteúdos são postados diariamente, intercalado entre atividades, cantigas, histórias, dicas sobre importância de contar histórias, de livros, cantigas e informações sobre o coronavírus. A professora fez parceria com profissionais de outras áreas para levar informações pertinentes para dentro da casa de famílias que estão cumprindo o isolamento social. "Tenho feito lives com profissionais que estão diretamente e indiretamente ligados à educação, tendo como foco levar conhecimento neste momento tão difícil e delicado", esclarece Samantha. Os conteúdos abordam saúde, alimentação, diversão, entre outros.

Samantha ressalta que mesmo com as aulas presenciais suspensas, o aprendizado das crianças deve continuar em casa. "É necessário que crianças e jovens continuem a aprender, e isso pode acontecer em seus lares, pois este é um ambiente acolhedor, considerado por elas seguro e confortável.Os educadores têm papel fundamental em todo esse processo. Compartilhar informações reais e baseadas em fatos científicos sobre a Covid-19, reduz o medo e ansiedade dos estudantes, além de promover a capacidade de lidar com impactos secundário sem sua vida", destaca a professora,comentando que, além de informar, ensinar e ocupar  o tempo, a contação também serve como um carinho durante a pandemia. 

A contadora de histórias relembra  que suas primeiras publicações não tiveram tanto alcance, mas agora, várias pessoas sugerem conteúdos e tiram dúvidas por meio de mensagens. "Recebo mensagem das mães pedindo histórias, cantigas, atividades e tenho inclusive colocado o nome delas durante os vídeos para mais interação", conta. Os vídeos são postados diariamente no canal do YouTube Tear de Contos. No Instagram @teardecontos, Samantha  compartilha sugestões de atividades, vídeos mais curtos e alguns vídeos mais longos no IGTV. A professora ressalta que os conteúdos são voltados para todas as faixas etárias, incluindo bebês, indicando que o hábito de leitura seja incentivado desde muito cedo entre os pequenos.


Confira um dos vídeos da professora: 


- Acesse o canal do Youtube Tear de Contos 

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711