38 anos.png
OPINIÃO

Homem: inimigo do planeta

'O ser humano não mais se encaixa como um cidadão de bem'

Por Tauana Ortiz - Estudante


Tauana Ortiz - Estudante

É de conhecimento geral que a Segunda Revolução Industrial oportunizou ao mundo inovações de mecanismos e técnicas de produção. Dado isso, o mundo presenciou uma viabilidade de produção em massa, no qual a principal matéria-prima utilizada era o carvão, cuja a queima é capaz de liberar gases poluentes para a atmosfera. Em consequência disso, a relação entre o homem e o meio ambiente entra em declínio, quando o ser humano, aos poucos, destrói aquilo conhecido como natureza.

Observa-se que ao passar dos anos, a exploração pelo homem realizada não se limita a extração de matéria-prima, só aumenta, causando assim muitos impactos ambientais, como o desmatamento da Floresta Amazônica para meios de produção, fazendo com que a natureza sofra com a alteração do espaço natural, causando mudança catastrófica no clima.

O ser humano não mais se encaixa como um cidadão de bem aos olhos do planeta, mas sim como seu pior inimigo, pois o mesmo acredita estar agindo corretamente quando usa agrotóxicos em suas plantações, sem ao menos pensar que isso causa, aos poucos, a extinção das abelhas, colocando assim em risco a existência de muitas outras espécies, incluindo a própria humanidade.

Por todos esses aspectos, o equilíbrio entre o homem e a natureza torna-se primordial para manutenção de vida e a não extinção do Planeta Terra. Portanto, é de suma importância por meio do Estado, de ONG'S e escolas, a formação de campanhas que mostrem a realidade do que vem acontecendo com o meio ambiente, deixando visível para população mundial a importância que a natureza tem em suas vidas, mostrando-lhes que para que não haja um aniquilamento da humanidade, é preciso que o planeta volte a vê-los como cidadãos de bem, pois enquanto o ser humano sabotar o mundo para poder se enriquecer dele, nunca será visto como boa pessoa, mas sim como um inimigo mortal.


Conexão master site.png

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711