38 anos.png
OPINIÃO

Chora...

'Certas vezes bate uma insegurança e você se sente perdido'

Rafaela Souza - Estudante de Jornalismo


Rafaela Souza - Estudante de Jornalismo

Garoto, hoje você pode chorar e por toda aquela dor para fora, eu sei que tem sido dias difíceis, que você está enfrentando novas etapas, que certas vezes bate uma insegurança e você se sente perdido. Mas hoje você pode chorar, nem que seja no cursinho, no terminal rodoviário, no banho, na cozinha ou trancafiado no quarto, você é apenas um menino e é cheio de sentimentos.

Algumas vezes se sentirá pressionado, inseguro, indeciso, vai querer andar pelas ruas, tentando esquecer os problemas, as falhas e as coisas que você disse e foram mal interpretadas por quem ouviu. 

Você vai tentar correr contra o tempo e por vezes, vai tentar ser mais rápido que ele e é aí que vai se perder na estrada, portanto, não pegue atalhos na corrida deste negócio denominado "vida". É importante que siga no seu ritmo, pois ao se apressar corre um sério risco de tropeçar, cair e se machucar.

Ao subir as escadas tome cuidado, não pegue a que apenas sobe, essa te levará ao ego e lá você permanecerá sozinho, essa apenas sobe não desce, então suba a do sucesso, com a certeza de que ao subir um degrau que te levará ao pódio, descerá dois que te fará humilde e assim, próximo a ti só terá gente de verdade.

Não esqueça que ser sozinho traz vazio e com ele, vem a angústia ou algo chamado "desespero", mas também se sinta confortável para se afastar de quem é apenas um alguém encontrado quando você correu e pegou o atalho. Aquele atalho que te disseram para não entrar, que iria se enroscar!

Preciso dizer que siga em frente em busca dos seu caminho, pegando a direção que escolhestes e que esse caminho te faça sorrir quando acordar, e à noite quando se deitar e quando a vontade de desistir bater na porta, lhe diga: eu ainda sei o motivo pelo qual comecei e como aqui cheguei!


Conexão master site.png

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711