38 anos.png
OPINIÃO

Males e remédios

'Problemas? Não se sabe de criatura nenhuma que evolua ou se aperfeiçoe sem eles'

Por João Réus Camargo


(Foto: Divulgação) /

Há situações em nossas vidas que muitas vezes nos parecem insolúveis, mas que dependendo de atitudes tomadas, elas podem ser amenizadas ou até mesmo eliminadas de nossa caminhada, tais como:

Inconformação diante do sofrimento?

Olhemos em derredor e reconheceremos legiões de pessoas que sofrem muito mais, sem as nossas possibilidades de reação e reconforto;

Desentendimento em família?

Orientemos as crianças e respeitemos os adultos, deixando a eles a faculdade de se decidirem quanto às próprias realizações, qual acontece no mundo íntimo de cada um de nós;

Entes queridos em falha?

Deus que nos criou a todos, saberá conduzi-los, sem que nos arrasemos ao vê-los adquirindo as experiências da vida, pelas quais também nós temos pago ou pagaremos o preço que nos compete;

Provação?

Uma visita a um hospital ou casa de recuperação, nos dará a ficha de vantagens em relação àqueles sofredores;

Problemas?

Não se sabe de criatura nenhuma que evolua ou se aperfeiçoe sem eles, incluindo aquelas que se supõem tranquilas por estarem fugindo provisoriamente de suas obrigações;

Angústia?

Ao que se conhece, todo tratamento para a supressão da ansiedade, está baseado ou complementado pelo serviço em favor de alguma causa nobre ou em auxílio de alguém;

Censura?

Um minuto de auto-análise nos fará sentir que não estamos muito certos quanto à nossa própria resistência, se acaso estivéssemos no lugar daqueles que jazem caídos em desapreço;

Desilusões e fracassos?

Estamos na vida para vivenciarmos e experienciarmos, e precisamos compreender que Deus nos dá as potencialidades necessárias para quando cairmos, nos levantarmos mais fortes, através da fé, da esperança e da confiança nos ensinos de Nosso Mestre Maior: Jesus.


Baseado no Livro Respostas da Vida/ André Luiz.



Conexão master site.png

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711